Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

SP corta 44% dos empregos do país

O Estado de São Paulo respondeu por 44% dos 654.946 empregos perdidos em dezembro no País.

Agência Estado |

É uma perda maior que a participação do Estado na economia brasileira, calculada em 33,8%. Foram eliminados 285.532 empregos formais no Estado. Só a região metropolitana de São Paulo perdeu seis vezes mais vagas em relação a dezembro de 2007: foram 62.934 postos de trabalho a menos, em comparação com os 10.535 de dezembro de 2007. Todas as regiões do Estado sofreram forte aumento no desemprego. A segunda região mais atingida foi a de Campinas, que eliminou 46.734 empregos.

Os dados fazem parte do primeiro boletim do Observatório do Emprego, sistema criado pela Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho de São Paulo em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). O estudo é uma análise aprofundada dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. Todo mês, o sistema fará o detalhamento da situação do emprego em todos os 645 municípios do Estado.

Também servirá para medir salário, rotatividade do emprego e empreendedorismo.

"A perda de emprego no Estado foi muito além do padrão, que é a perda média de 150 mil vagas no mês. Pela tradição, dezembro é um mês de desligamentos, por causa do fim da safra na agricultura. Mas esse dezembro foi muito pior", afirma Hélio Zylberstajn, economista da Fipe e coordenador do Observatório do Emprego.

Segundo Zylberstajn, a perda do emprego no Estado é grande em termos absolutos e também relativos, uma vez que a economia paulista responde por 40% dos empregos do País e por um terço do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. "A perda do emprego em São Paulo está ligeiramente acima do que o Estado representa para o emprego no Brasil. O quadro é preocupante", diz.

O secretário do Emprego, Guilherme Afif Domingos, diz que o sinal amarelo estava aceso desde outubro. "Foram criadas em torno de 50 mil vagas, em um mês que tradicionalmente cria 150 mil." Ele diz que os dados do último trimestre de 2008 mostram perda de empregos quatro vezes maior do que no mesmo período de 2007. Foram 272.063 vagas a menos, ante 70.510 do último trimestre de 2007.

As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG