Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Sony revisa previsões para o ano e divulga queda de 72% no lucro

SÃO PAULO - A japonesa Sony revisou para baixo suas projeções para o atual ano fiscal, que se encerra para a companhia no dia 31 de março de 2009. A empresa também divulgou dados preliminares sobre o segundo trimestre fiscal, indicando forte queda em seu desempenho, e afirmou que as condições do mercado podem prejudicar ainda mais suas novas previsões nos próximos meses.

Valor Online |

Segundo a Sony, seu lucro líquido no segundo trimestre fiscal, encerrado em setembro, caiu 72%, para 21 bilhões de ienes (US$ 213,9 milhões). O lucro antes de impostos, porém, apresentou uma baixa de 94% em relação a igual período do ano anterior, ficando em 7 bilhões de ienes. Isso é reflexo da redução de 90% no lucro operacional da Sony, que ficou em 11 bilhões de ienes no trimestre.

A companhia explica essa retração como sendo reflexo da forte queda da bolsa japonesa, que impactou negativamente em 40 bilhões de ienes o resultado operacional no período. Além disso, a Sony lembra que, no ano anterior, esse trimestre foi inflado em 60,7 bilhões de ienes pela venda de parte de ativos imobiliários da empresa no Japão.

De acordo com os dados preliminares da empresa, seu faturamento no segundo trimestre fiscal deste ano caiu 1% em relação ao obtido no ano anterior, chegando a 2,07 trilhões de ienes.

Citando a forte valorização da moeda japonesa frente o dólar, a Sony reduziu em 2% sua expectativa de faturamento para o ano fiscal em curso, e agora projeta uma receita de 9 trilhões de ienes. Seu lucro operacional, por sua vez, é agora estimado em 200 bilhões de ienes ao fim de março de 2009, uma redução de 57% em relação ao previsto em julho.

Segundo a companhia, a taxa de câmbio média no segundo semestre fiscal deve ser de 100 ienes por dólar, contra 105 ienes por dólar estimado anteriormente. Com essa mudança, a Sony prevê um impacto negativo de 130 bilhões de ienes em seu lucro operacional para o fechado do ano fiscal.

A Sony afirma que os resultados do segmento de Serviços Financeiros no segundo trimestre fiscal ficaram abaixo do que era previsto em julho. Isso ocorreu, segundo a companhia, por uma deterioração nos ganhos com bônus conversíveis e por um prejuízo contábil causado pela forte desvalorização da bolsa japonesa. Para a Sony, caso os mercados permaneçam no mesmo nível que estavam no fim de setembro até o fim de seu ano fiscal, em março, ela terá um impacto negativo de 60 bilhões de ienes em seu lucro operacional. A empresa, porém, afirma que seguindo sua "política", não incorporou esse prejuízo esperado em suas previsões revisadas, uma vez que ainda estão sujeitos às flutuações do mercado. "Assim, as flutuações do mercado podem impactar ainda mais negativamente nossa previsão revisada", afirma a empresa em nota.

A empresa ainda projeta uma redução de 38% em sua previsão para o lucro líquido no ano, que passa a ser estimado em 150 bilhões de ienes. Além do efeito do câmbio, a Sony também citou uma expectativa de um desempenho mais fraco em alguns setores do segmento de eletrônicos, como os de TVs de tela de cristal líquido (LCD), de câmeras fotográficas digitais e de câmeras de vídeo.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG