Tóquio - A gigante japonesa da eletrônica Sony pode demitir mais de dois mil empregados e fechar uma de suas duas fábricas de televisores no Japão, como parte de seu plano de reestruturação, afirma hoje o jornal local Nikkei.

Espera-se que a empresa confirme essas medidas e explique de forma mais detalhada seu plano de luta contra os efeitos da crise econômica durante uma coletiva imprensa ainda hoje.

No entanto, a agência de notícias local "Kyodo" informou hoje que os cortes de emprego que a Sony anunciará nesta quinta-feira afetarão apenas mil trabalhadores, em sua maioria temporários.

No mês passado, a companhia anunciou seus planos de reforma e disse que abriria mão de 16 mil trabalhadores, oito mil fixos e a outra metade temporários no mundo todo.

No entanto, a companhia não especificou ainda onde fará esses cortes.

Leia mais sobre: Sony

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.