Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Sony mantém objetivos a longo prazo apesar da crise

O presidente da Sony, Howard Stringer, garantiu nesta segunda-feira que a gigante japonesa da eletrônica mantém as metas a longo prazo, apesar dos efeitos severos da crise financeira mundial.

AFP |

Na quinta-feira passada, a Sony revisou para baixo a previsão de lucro no exercício financeiro do ano em curso, com uma queda de 59%, em conseqüência da valorização do iene e da frágil situação econômica mundial.

"Somos uma grande empresa exportadora no Japão. A maioria de nossa atividade vem das exportações, em mais de 80%", disse Stringer em um fórum econômico em Tóquio.

"Por isso, o impacto para nós será muito, muito forte", acrescentou.

Stringer disse, no entanto, que a crise financeira pode ser para a Sony a oportunidade de fazer aquisições e trabalhar de maneira mais eficaz, e que por este motivo a companhia mantém os objetivos a longo prazo.

Além disso, a Sony desfruta de uma excelente imagem de marca e uma presença cada vez maior em mercados emergentes, em particular no Brasil, Rússia, Índia e China, destacou Stringer.

O presidente da empresa também prevê um forte crescimento nos próximos cinco ou 10 anos graças às vendas de reprodutores de música e de DVDs Blu-ray de última geração.

A Sony é uma das muitas empresas japonesas que sofrem com as exportações pela valorização do iene, atualmente no maior nível em relação ao dólar nos últimos 13 anos.

hih/fp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG