Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Sony Ericsson tem prejuízo de 73 milhões de euros líquidos em 2008

Copenhague, 16 jan (EFE).- A Sony Ericsson anunciou hoje que teve um prejuízo de 73 milhões de euros líquidos em 2008, em comparação ao lucro de 1,114 bilhões de euros do ano anterior, por causa dos efeitos da crise global.

EFE |

O resultado foi prejudicado por um fraco resultado no último trimestre, no qual o prejuízo líquido chegou a 187 milhões de euros, em comparação a um lucro de 373 milhões de euros no mesmo período de 2007.

A Sony Ericsson atribuiu estes resultados à redução da demanda e às dificuldades existentes para a obtenção de créditos, ambas motivadas pela crise.

No balanço anual de 2008 o prejuízo bruto foi de 83 milhões de euros, em comparação a um ganho de 1,574 bilhões de um ano antes.

O lucro líquido por exploração (Ebit) passou de 1,544 bilhão de euros em 2007 para apresentar números vermelhos no valor de 133 milhões de euros.

As vendas diminuíram 13% em 2008, até chegarem aos 11,244 bilhões.

O número de telefones vendidos chegou a 96,6 milhões, 7% a menos, enquanto o preço médio de venda por unidade caiu para 116 euros.

A Sony Ericsson anunciou uma redução adicional de custos de 180 milhões de euros para 2009, além do plano de economia de 300 milhões de euros anteriormente apresentado e que já está em andamento.

O prejuízo bruto no quarto trimestre foi de 261 milhões de euros, em comparação a um lucro de 501 milhões de euros de um ano antes.

O Ebit passou de um resultado positivo de 489 milhões de euros para outro negativo de 262 milhões de euros, incluindo 129 milhões de euros por custos de reestruturação.

Já o faturamento diminuiu 23%, para 2,914 bilhões de euros.

Na última parcial de 2008, a Sony Ericsson vendeu 24,2 milhões de celulares, 21% a menos, e o preço médio de venda por unidade foi de 121 euros, 2% menor.

Apesar dos números negativos, o consórcio sueco-japonês afirmou que o estado de suas contas era "saudável", com um fluxo de caixa de 1,072 bilhão de euros.

A Sony Ericsson manteve em 2008 uma parcela próxima de 8% no mercado mundial de celulares. EFE alc/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG