Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Socorro do Fed à AIG não basta e bolsas de NY despencam 4%

SÃO PAULO - Em mais uma sessão tumultuada pela tensão com o setor financeiro, as bolsas de Nova York caíram mais de 4%. Nem mesmo o socorro dado pelo Federal Reserve à gigante seguradora AIG foi suficiente para conter as vendas no setor acionário.

Valor Online |

O Dow Jones fechou com queda de 4,06%, para 10.609 pontos. O Standard & Poor´s 500 cedeu 4,71%, para 1.156 pontos. O eletrônico Nasdaq encerrou aos 2.098, com queda de 4,94%.

Entre as perdas mais significativas as ações do Morgan Stanley cederam 24,22% (US$ 21,75) e as do Goldman Sachs declinaram 13,92% (US$ 114,50). O temor é de que a crise de liquidez que levou o Lehman Brothers à falência possa atingir as outras instituições, que seguem como os dois últimos grandes bancos de investimento independentes.

Embora o Fed venha atuando de modo a evitar as quebras sucessivas de um risco sistêmico, como no caso dos US$ 85 bilhões injetados na AIG, os agentes ainda estão inseguros sobre a capacidade da autoridade monetária de sanear o setor.

As ações da AIG fecharam em baixa de 45,33% (US$ 2,05) mesmo com a ajuda bilionária do Fed. Isso porque o saneamento visa garantir os segurados e não os acionistas da gigante americana de seguros.

Os agentes temem também os desdobramentos que a AIG, que tinha tentáculos em vários outras instituições, venha a gerar com as posições de risco que assumiu. A interpretação dos agentes é que, se as pessoas não tinham idéia de que uma grande seguradora como a AIG estava em tais condições, outras entidades do sistema podem estar comprometidas também.

"(Valor Online, com agências internacionais)"

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG