Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Socorro às gigantes da hipoteca não anima Bolsas asiáticas

O mercado asiático não se entusiasmou muito com a notícia vinda dos EUA de que o Departamento do Tesouro e o Fed ajudarão as gigantes das hipotecas Freddie Mac e Fannie Mae. Problemas como inflação e petróleo falaram mais alto e fizeram várias bolsas da região fechar em baixa.

Agência Estado |

A Bolsa de Hong Kong fechou em baixa influenciada pela sensação de que a economia americana se deteriora mais e de que os casos Freddie Mac e Fannie Mae são meros exemplos disso. O índice Hang Seng caiu 0,77% e fechou aos 22.014,46 pontos.

Na China, o mercado operou influenciado por expectativas de inflação abaixo do esperado - o Índice de Preços ao Consumidor de junho sai na quinta-feira. O índice Xangai Composto subiu 0,8% e fechou aos 2.878,26 pontos. O Shenzhen Composto subiu 1,3% e encerrou aos 871,30 pontos. Yuan - A demanda por dólares por parte de importadores de petróleo chineses levou a uma baixa recorde da paridade central dólar-yuan, empurrando a divisa chinesa a fechar em baixa ante a moeda americana. No mercado balcão, o dólar encerrou cotado em 6,8450 yuans, acima dos 6,8340 yuans do fechamento de sexta-feira.

Na Coréia do Sul, o preço do petróleo falou mais alto do que o socorro às firmas americanas de hipoteca e o mercado fechou em baixa. O índice Kospi da Bolsa de Seul caiu 0,6%, encerrando aos 1.558,62 pontos. Em Taiwan, os setores de transporte e finanças empurraram o mercado para baixo. O índice Taiwan Weighted da Bolsa de Taipé caiu 1,2% e fechou aos 7.156.96 pontos. Nas Filipinas, o mercado se recuperou de perdas ao longo do dia e acabou terminando em alta. O índice PSE Composto da Bolsa de Manila subiu 0,8%, fechando aos 2.457,27 pontos. O mercado australiano fechou em baixa devido a sinais negativos vindos de Wall Street na sexta-feira. O índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney caiu 1,2% e fechou aos 4.921 pontos.

Temores sobre a alta do petróleo e com a saúde do setor financeiro norte-americano mantiveram os nervosos investidores de lado na Bolsa de Cingapura. O índice Straits Times caiu 0,8% e fechou aos 2.904,12 pontos. Na Indonésia, o mercado terminou em baixa devido à influência do recuo em Wall Street e à alta dos preços do petróleo. Além disso, afetou o mercado preocupações com a inflação doméstica. O índice composto da Bolsa de Jacarta caiu 0,8% e fechou aos 2.259,54 pontos. Na Tailândia, o mercado caiu seguindo o fraco desempenho das demais Bolsas da região e por temores de mais protestos contra o governo na capital depois de o primeiro-ministro dizer que fará pressão por emenda à Constituição. O índice SET da Bolsa de Bangcoc perdeu 1,8% e fechou aos 717,06 pontos, maior baixa em 14 meses. Na Malásia, o índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur recuou 0,6% e fechou aos 1.144 pontos. As informações são da Dow Jones

Leia tudo sobre: bolsa de valores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG