O Tribunal de Justiça de São Paulo tomou decisão favorável ao reajuste do título de um sócio minoritário da antiga BM&F, na quarta-feira. O valor do título foi corrigido de R$ 10 mil para R$ 1,33 milhão.

"O valor do título ficou congelado por oito anos, antes da desmutualização", diz o advogado Bension Coslovsky, que ingressou com a ação. Segundo ele, a decisão abre um precedente jurídico para processos de reajustes semelhantes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.