Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Situação na Bósnia começa a melhorar com recebimento de gás sérvio

Sarajevo, 10 jan (EFE).- A Sérvia aceitou emprestar à Bósnia um milhão de metros cúbicos de gás natural, uma medida urgente tomada para que a população sérvia não passasse frio e que, por enquanto, aliviou a difícil situação energética criada pelo corte nos envios de gás provenientes da Rússia.

EFE |

Almir Becarevic, diretor da empresa bósnia para a distribuição de gás, a BH Gas, declarou que o empréstimo da Sérvia ajudará 80 mil famílias em Sarajevo.

Outra cidade que será beneficiada pela ajuda é a de Zvornik, no leste da Bósnia, onde a situação também se complicou nos últimos dias.

Ontem à noite, a Bósnia começou a receber da Sérvia 20 mil cúbicos por hora de gás. A expectativa é que o fornecimento seja mantido até que a Rússia retome o envio do insumo pela Ucrânia.

Por conta da crise do gás entre essas duas nações, dezenas de milhares de famílias na Bósnia ficaram sem calefação nos últimos dias, quando as temperaturas no país caíram para baixo de 0° C.

Em Belgrado, Busan Bajatovic, diretor da empresa sérvia de distribuição de gás, a Srbijagas, declarou que o fornecimento de gás à Bósnia é um gesto de solidariedade nesta situação de crise.

A Sérvia, que chegou a ficar sem gás na terça-feira, acertou há dois dias com a Hungria e a Alemanha o recebimento diário de quase 5 milhões de metros cúbicos do produto.

Esse volume, junto com os modestos recursos próprios da Sérvia, permitiu a retomada da calefação e a normalização do trabalho de padarias, hospitais e outros edifícios prioritários. EFE nh/sc

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG