Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Situação é grave, diz Marco Aurélio

O assessor internacional da Presidência, Marco Aurélio Garcia, qualificou de grave a situação da Bolívia, mas evitou dizer que há descontrole no país vizinho. Houve invasão de prédios públicos, atentados terroristas, comentou Marco Aurélio, reconhecendo que não há uma situação de normalidade.

Agência Estado |

Marco Aurélio salientou que há uma preocupação com a instabilidade que existe hoje na Bolívia. "Evidentemente nós temos preocupação com a estabilidade de qualquer país da América do Sul, ainda mais com nossos vizinhos. Esperamos que o bom senso predomine e a Bolívia volte à normalidade."

O assessor, que conversou com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao longo do dia para informá-lo sobre os acontecimentos, contou que o governo brasileiro já havia tomado providências anteriores para que não houvesse desabastecimento ou, se houvesse, para que os riscos fossem diminuídos. Citou, entre elas, a aceleração dos fluxos de gás e o aproveitamento de recursos.

Segundo Marco Aurélio, a estimativa é que a explosão do duto na Bolívia poderia afetar em torno de 10% o abastecimento no Brasil, mas não, imediatamente, por causa das providências que a Petrobrás tomou e as reservas que o País possui.

O assessor disse que, em conversa por telefone com o vice-presidente da Bolívia, Álvaro Garcia Linera, este lhe garantiu que o governo boliviano vai conseguir controlar o problema. Ele disse que Lula ainda não havia conversado com o presidente boliviano, Evo Morales.

Questionado sobre se houve exagero na decisão da Bolívia de expulsar o embaixador americano, Marco Aurélio respondeu que esse era "um problema interno". Ao ser indagado sobre se a maior preocupação de Brasília era com o desabastecimento de gás ou com a questão política, ele respondeu rindo: "A maior preocupação do governo agora é que ganhemos da Bolívia hoje à noite." Ele se referia ao jogo do Brasil contra a Bolívia que foi realizado ontem à noite.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG