Tamanho do texto

SÃO PAULO ¿ A prorrogação da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre veículos ja está selada, de acordo com a edição deste sábado do jornal ¿O Estado de São Paulo¿. Segundo o diário paulista, o acordo foi fechado nesta sexta-feira entre sindicalistas, dirigentes de montadoras e o ministro da Fazenda, Guido Mantega. O anúncio oficial será feito na próxima segunda ou terça-feira, dependendo da agenda dos envolvidos na negociação.

A medida ajudou as montadoras a venderem, em plena crise, mais veículos no primeiro trimestre deste ano do que em 2008. Por causa disso, o governo já vinha manifestando intenção em prorrogar a redução do IPI. O impasse, entretanto, estava na contrapartida a ser exigida, de manutenção de empregos, sugerida pelas centrais sindicais. Só em janeiro e fevereiro as montadoras cortaram 4 mil vagas.

Segundo o  Estado de São Paulo, as fabricantes concordaram, desde que ficassem de fora os trabalhadores com contratos temporários. Aqueles que vencerem nos próximos três meses não serão renovados, pois tinham validade por um ano. A abertura de programa de demissão voluntária está liberada.

Com o anúncio da prorrogação só a partir de segunda-feira, o governo não vai atrapalhar as campanhas das montadoras neste fim de semana, que usam como atrativo a última oportunidade para comprar carro com IPI reduzido.

A Volkswagen faz feirão neste sábado e domingo na fábrica Anchieta e na área ao lado do Playcenter com o slogan "Último fim de semana de IPI reduzido". A Fiat fará ações nas lojas de todo o País e divulga anúncios com a chamada "Aproveite o último fim de semana com IPI reduzido e condições especiais."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.