Um relatório do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), da Fundação Getúlio Vargas (FGV) a ser divulgado nesta semana mostra que as despesas primárias do governo federal cresceram menos do que o Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro semestre, informa reportagem da edição deste domingo do jornal O Estado de S. Paulo.

Segundo o jornal, as despesas primárias do governo federal cresceram 4,4% de janeiro a julho, enquanto as previsões do mercado apontam para um crescimento de 5,5% a 6% no PIB.

Nos primeiros semestres de anos anteriores, o crescimento dos gastos públicos foi maior: 6,9% em 2005, 9,6% em 2006 e 11,1% em 2007.

O documento do Ibre avalia que o governo está conseguindo conter a elevação de seus gastos. A FGV acrescenta que a maior redução aconteceu nos gastos com salários e com a Previdência Social.

Leia mais sobre gastos públicos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.