Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Sindicatos rejeitam plano de recuperação da Alitalia

Roma, 8 set (EFE).- Os sindicatos que representam os pilotos e assistentes de vôo da companhia aérea italiana Alitalia rejeitaram hoje o novo convênio coletivo incluído no plano de recuperação da empresa, que está sendo discutido nestes dias.

EFE |

A nova proposta contratual apresentada pela Companhia Aérea Italiana (CAI), que reúne os empresários que querem comprar a parte rentável da Alitalia, é "inaceitável", segundo um comunicado conjunto dos sindicatos Anpac, UP, Avia, Anpav e Sdl.

Os sindicatos denunciam que, entre outras coisas, o chamado "Plano Fenix", pensado para ajudar a companhia aérea, prevê renegociar todos os contratos de pilotos e assistentes de vôo da Alitalia e do novo aliado, a também italiana Air One.

Diante disso, os sindicatos que representam os pilotos (Anpac e UP) abandonaram hoje as negociações e exigiram a abertura de uma mesa para falar separadamente com o Governo.

"Nós nos levantamos da mesa de negociações, embora sem romper o diálogo, porque acreditamos que os problemas dos pilotos não podem ser enfrentados junto aos das outras categorias", afirmou o secretário-geral da UP, Roberto Spinazzola.

Os representantes desses trabalhadores já tinham expressado seu mal-estar devido aos 3.250 cortes previstos no plano de salvamento da Alitalia, grande parte deles de pilotos e assistentes de vôo.

A oposição destes sindicatos é o primeiro obstáculo que surge nas negociações que os representantes dos trabalhadores estão mantendo nestes dias com o Governo e a CAI sobre o plano de recuperação da Alitalia.

As negociações continuarão nos próximos dias e os empresários esperam chegar a um acordo antes de quinta-feira. EFE ccg/ab/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG