Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Sindicato fará protesto contra demissões na CSN

Os trabalhadores da usina da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) em Volta Redonda (RJ) farão um protesto hoje em frente à fábrica para protestar contra a demissão de 400 empregados, anunciada nesta semana. Segundo o diretor de comunicação do Sindicato dos Metalúrgicos da Região Sul Fluminense, Carlos Pinho, a empresa chegou a ameaçar a demissão de 1,2 mil trabalhadores neste mês e outros 1,8 mil em janeiro, mas ainda não há qualquer decisão neste sentido.

Agência Estado |

Procurada, a CSN informou que está antecipando demissões de rotina que aconteceriam em dezembro e janeiro e que a iniciativa não tem relação com a crise econômica.

De acordo com Pinho, a demissão de 3 mil trabalhadores ocorreria se o sindicato não aceitasse a redução dos benefícios dos trabalhadores, que voltariam aos níveis previstos pela lei. A siderúrgica também propôs o aumento do turno de trabalho de seis para oito horas. Para Pinho, a demissão de 400 trabalhadores nesta semana foi anunciada para pressionar o sindicato a ceder na negociação pelos direitos, mas os trabalhadores não estão dispostos a fazê-lo, segundo ele. Na segunda-feira, o sindicato promoverá uma passeata e uma audiência pública na Câmara Municipal para debater o assunto.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG