Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Sindicato estima 10,5 mil bancários de braços cruzados na Grande SP

SÃO PAULO - O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região divulgou o primeiro balanço sobre a greve nacional da categoria, definida ontem durante assembléias realizadas em todo o país. A estimativa da entidade é que cerca de 10,5 mil trabalhadores estejam de braços cruzados na Grande São Paulo, porém as manifestações estão concentradas no centro da capital e na região da avenida Paulista.

Valor Online |

Ainda de acordo com o sindicato, cerca de 261 locais de trabalho, entre agências e prédios administrativos foram fechados na região.

" Os bancários estão promovendo uma paralisação forte, parando espontaneamente e ampliando a greve para outros locais. Esperamos que os banqueiros levem em consideração a insatisfação da categoria e reabram as negociações. Enquanto não houver proposta digna aos trabalhadores, a greve continua " , disse em nota Luiz Cláudio Marcolino, presidente da entidade.

Os bancários reivindicam aumento real de 5%, valorização dos pisos, auxílio-creche de R$ 415, vale-refeição de R$ 17,50 por dia, além de participação nos lucros composta de três salários mais valor fixo de R$ 3,5 mil.

De seu lado, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) informou apenas confiar que um acordo poderá ser fechado " brevemente " e recomendou aos usuários do sistema bancário que utilizem os canais de atendimento remoto (telefone e internet), além dos correspondentes não bancários (casas lotéricas, agências dos Correios e redes de supermercados).

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Sistema Financeiro (Contraf) ainda não divulgou um balanço nacional sobre a greve.

(Murillo Camarotto | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG