Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Sindicato dos EUA diz que montadoras precisam de empréstimos

DETROIT (Reuters) - As montadoras dos Estados Unidos precisam urgentemente de empréstimo para sobreviver à queda na demanda dos veículos, mas sua força de trabalho já fez concessões o bastante, afirmou o presidente da United Auto Workers, sindicato dos funcionários de montadoras, Ron Gettelfinger, neste sábado. Gettelfinger, numa rara entrevista coletiva, afirmou que General Motors, Ford Motor Co e Chrysler LLC são parte crucial da economia e precisam de ajuda antes que o presidente eleito Barack Obama inicie seu mandato em janeiro.

Reuters |

"Precisamos obter esse empréstimo e necessitamos dele nessa sessão", afirmou, referindo-se à próxima sessão do Congresso que discutirá o auxílio emergencial para as "três grandes" montadoras.

Gettelfinger colocou que é injusto culpar os trabalhadores do sindicato e aposentados pelos problemas das montadoras norte-americanas.

"Fizemos mudanças dramáticas", disse Gettelfinger.

Um fundo de cuidados médicos, conhecido como uma associação voluntária beneficiária de funcionários, foi o ponto central de um contrato de corte de custos que o UAW negociou com as montadoras no ano passado. O fundo passará a ter efeito em 2010 e a expectativa é de reduzir os custos das montadoras ao cobrir cuidados médicos de cerca de 700 mil representados e aposentados pela UAW.

As montadoras de Detroit têm procurado assistência emergencial para ajudá-las a sobreviver a um aprofundamento na queda das vendas, que segundo elas é fruto da crise global de crédito e desaquecimento econômico.

A GM afirmou que pode ficar sem caixa no início do próximo ano.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG