Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Sindicato diz que GM deve separar marcas para evitar demissões

Zaragoza (Espanha), 16 fev (EFE).- O comitê europeu sindical da General Motors (GM) afirmou hoje que o plano de viabilidade elaborado pela montadora de automóveis multinacional não é viável e que a empresa deveria separar suas marcas.

EFE |

Segundo o comitê, órgão sindical que representa todos os centros de trabalho da companhia na Europa, a "única opção razoável e possível" para "não destruir as operações" da GM na Europa e evitar possíveis demissões maciças é separar as marcas Opel/Vauxhall e Saab.

De acordo com ele, o plano de viabilidade da GM pode levar a Opel e a Saab a "demissões maciças e, provavelmente, o fechamento de várias fábricas".

Segundo o sindicato, sua aplicação levaria ao "colapso" da Opel-Vauxhall "em um prazo de ano e meio".

A representação sindical afirmou que "apoia ativamente" o pedido de avais aos Governos europeus, mas lembrou que isso exige o desenvolvimento de "um modelo sustentável e viável de negócio que requer investimentos". EFE gv/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG