Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Sinal do Copom põe juros em queda

As medidas de desoneração tributária divulgadas pelo governo, ontem, coincidiram com a desaceleração da queda dos juros futuros na negociação estendida da BM&F, enquanto na sessão regular as taxas ajustaram-se aos sinais do comunicado do Copom, que reforçaram a percepção do mercado de que há grande chance de a Selic começar a cair em janeiro. O mercado defende que a renúncia fiscal de R$ 8,4 bilhões em 2009 seja compensada pelo governo com corte de despesas a fim de não comprometer a meta de superávit primário.

Agência Estado |

As taxas de juros hoje devem expressar melhor o sentimento do mercado sobre os efeitos do novo pacote. Ontem, o DI janeiro de 2010 estava em 12,82% às 16 horas, ante 12,98% na véspera, e fechou em 12,85%. No câmbio, o dólar caiu pelo 3º dia e retomou o nível de R$ 2,30, ao ceder 3,50%, a R$ 2,345 no balcão.

A moeda foi pressionada pela zeragem de posições compradas em dólar futuro por investidores estrangeiros, pela queda do dólar no exterior e os leilões de venda do Banco Central. A Bovespa recuou 1,24% ( 38.519,07 pontos), seguindo o declínio das bolsas européias e norte-americanas após novos indicadores negativos nos EUA.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG