Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Sinais de crise ainda não estão claros, diz presidente da Net

SÃO PAULO - O presidente da Net Serviços, José Felix, afirmou que ainda é cedo para saber se as vendas da companhia já estão refletindo a desaceleração da economia. Segundo ele, o volume de planos de serviços comercializados neste último trimestre está muito superior ao registrado nos três últimos meses do ano passado, mas inferior na comparação com o terceiro trimestre.

Valor Online |

"Ainda não conseguimos saber se alguma coisa é por causa da crise ou se é por causa da sazonalidade. As vendas no último trimestre são sempre menores", afirmou o executivo, sem revelar números.

Entre julho e setembro, a companhia atraiu 261,2 mil novos assinantes de banda larga, 213,3 mil de TV e 416 mil de telefonia fixa, segundo as demonstrações financeiras do terceiro trimestre. Felix classificou 2008 como um ano "espetacular, o maior da história da Net".

Nos nove primeiros meses deste ano, a companhia acumulou prejuízo líquido de R$ 4 milhões e aumentou em 27% a receita líquida, para R$ 2,7 bilhões.

O executivo reiterou que o plano da operadora é investir R$ 1 bilhão em 2009, valor semelhante ao desembolsado neste ano. O orçamento será submetido amanhã ao conselho de administração da empresa, controlada pelas Organizações Globo e pela Embratel.

"Pretendo não desacelerar no próximo ano", afirmou Felix, numa entrevista à imprensa. O executivo ressaltou que boa parte dos investimentos da Net é variável porque depende do ritmo de vendas - inclui, por exemplo, modens de internet e caixas de acesso aos pacotes de TV.

(Talita Moreira | Valor Econômico, para o Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG