Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Siemens prevê alta de 12% na receita do ano fiscal de 2009 no Brasil

SÃO PAULO - A despeito da crise financeira internacional, a filial brasileira da Siemens espera aumentar seu faturamento em 12% no ano fiscal de 2009, que começou em 1º de outubro último. O ritmo é quatro vezes maior do que o projetado pela empresa para o Produto Interno Bruto (PIB) nacional no próximo ano.

Valor Online |

Apostando na manutenção dos investimentos em infra-estrutura, especialmente em projetos no setor energético, a Siemens vai investir entre R$ 120 milhões e R$ 130 milhões no exercício fiscal atual, em linha com o que fez nos 12 meses anteriores.

No ano fiscal que acabou em 30 de setembro, o avanço dos investimentos em infra-estrutura e o real valorizado favoreceram os resultados da Siemens no Brasil. No período, a empresa registrou faturamento de R$ 4,6 bilhões, um crescimento de 33% em relação ao exercício fiscal antecedente.

O resultado colocou a filial brasileira do grupo com o melhor desempenho entre os Brics. No ano fiscal 2008, o faturamento da empresa na Rússia avançou 25%, contra 18% da China e 12% da Índia.

O presidente da Siemens no Brasil, Adilson Primo, lembrou que a reestruturação implementada neste ano pela companhia, que enxugou as operações e se focou nos setores de energia, indústria e equipamentos médicos, também ajudou no resultado.

Nos dois primeiros segmentos - energia e indústria -, o desempenho foi puxado pelo salto importante nos investimentos públicos em infra-estrutura, principalmente em energia e transportes. Também tiveram destaque os aportes privados em siderurgia e mineração.

Já no mercado de saúde, foram os investimentos privados que garantiram o crescimento. "Muitas clínicas aproveitaram o dólar barato para comprar equipamentos", explicou Primo.

(Murillo Camarotto | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG