Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Siemens do Brasil diz desconhecer qualquer ato irregular

A Siemens do Brasil informou, através de nota por sua assessoria de imprensa, que desconhece a investigação que envolve dois brasileiros em um suposto esquema de pagamento de propina e descarta qualquer ação que possa estar envolvida com suborno de agente públicos para obtenção de contratos públicos no País. Todos os negócios da Siemens no Brasil seguem rigorosos padrões éticos e estão de acordo com a legislação e as boas práticas comerciais.

Agência Estado |

A Siemens no Brasil zela rigorosamente pelo cumprimento às leis e por uma atuação transparente. Desconhecemos qualquer referência ou ação que possam indicar algo contrário a este preceito", relata a nota. Ainda segundo a assessoria, é desconhecido no Brasil o contrato que cita um agente consultor no Uruguai que tenha negociado projeto com a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

A direção da CPTM, através de nota, afirmou que o contrato para construção da Linha 5 (Lilás) do Metrô, fechado no ano 2000, foi considerado regular pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Disse ainda que não foi procurada pelo Ministério Público Estadual e que também tem interesse em apurar qualquer irregularidade que possa existir.

Sobre a compra de trens, a CPTM informou que o contrato também foi julgado regular pelo TCE, bem como seus aditivos. Em relação a outros contratos com o Metrô, a empresa alegou que as informações fornecidas pela reportagem, "que enviou e-mails à assessoria de imprensa no final da tarde" de ontem, foram insuficientes para localizá-los, mas que se dispõe a responder aos questionamentos. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG