Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Siderúrgicas japonesas descartam cortes de produção

TÓQUIO (Reuters) - Siderúrgicas japonesas descartaram nesta sexta-feira cortes de produção por conta de demanda sólida entre estaleiros e fabricantes de máquinas para construção, afirmou um representante da associação que representa o setor. Mas ele acrescentou que as recentes turbulências nos mercados financeiros são uma preocupação. Em meio a sinais de abrandamento de preços no mercado global, a ArcelorMittal informou esta semana que estava se preparando para reduzir a produção em até 15 por cento, reduzindo preocupações de que a queda de preços na China possa afetar o mercado do resto do mundo.

Reuters |

Shoji Muneoka, presidente do conselho da Federação de Ferro e Aço do Japão, disse que as siderúrgicas esperavam que a produção doméstica de carros fique no mesmo nível do último ano, em 11,8 milhões de unidades, enquanto a demanda de fabricantes de navios e fabricantes de maquinário para construção permanece restrita.

'As condições variam de setor para setor, mas a demanda é restrita em geral para o período', disse Muneoka, presidente da Nippon Steel Corp, segunda maior fabricante de aço do mundo.

Ele se recusou a comentar o pedido da mineradora brasileira Vale de aumento de preços do minério de ferro.

As ações do Nippon Steel e outras siderúrgicas do Japão saltaram na sexta-feira, também impulsionadas pela quarta maior do mundo, a POSCO, que informou que espera que os preços do aço se mantenham.

As ações da Nippon Steel terminaram o dia com alta de 10,8 por cento, enquanto as da JFE Holdings fecharam em alta de 6,8 por cento. O índice do sub-setor de ferro e aço teve alta de 7,3 por cento.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG