Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Siderúrgicas já vêem melhora no mercado internacional do aço

SÃO PAULO - O Instituto Brasileiro de Siderurgia (IBS) revelou hoje que já enxerga sinais de melhoria no mercado internacional de aço, um dos mais afetados pelo agravamento da crise financeira global, que derrubou significativamente a demanda de construtoras e fabricantes de veículos. A entidade, entretanto, não detalhou quais seriam esses sinais e atribuiu às incertezas de mercado a não divulgação de projeções para 2009.

Valor Online |

Já com relação ao mercado interno, o sentimento do IBS - cujos representantes se reuniram hoje com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva - é de que as medidas de incentivo implementadas pelo governo, bem como outras que vierem a ser anunciadas, permitirão a "reversão do quadro atual" de demanda, possivelmente a partir de março.

Durante o encontro com Lula, a entidade agradeceu o apoio do governo, porém enfatizou a necessidade da continuidade e ampliação das medidas de incentivo aos investimentos do setor, além de apoio contra as importações tidas como "desleais".

"A siderurgia brasileira reconhece o esforço do governo no combate aos efeitos da crise econômica mundial, através de iniciativas diversas para apoio à liquidez do sistema financeiro, desoneração tributária de alguns setores, além de outras medidas, objetivando propiciar ao sistema bancário, em particular ao BB, CEF e BNDES, maiores recursos e melhores condições para financiamento dos investimentos e das operações de setores importantes da nossa economia", disse em nota o presidente em exercício do IBS e presidente da Gerdau, André Johannpeter.

O executivo, no entanto, pediu novos cortes na taxa básica de juros, maior desoneração dos investimentos, consumo e exportações, e melhoria nos mecanismos de recebimento ou compensação de créditos tributários das empresas.

(Murillo Camarotto | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG