Tóquio, 25 nov (EFE).- O presidente da siderúrgica japonesa Nippon Steel, Shoji Muneoka, anunciou hoje que a empresa reduzirá sua produção o dobro do esperado e previu a possibilidade de outras reduções diante da crise global.

Muneoka disse em entrevista coletiva, citada pelo site do jornal "Nikkei", que a maior siderúrgica do Japão reduzirá sua produção em mais de dois milhões de toneladas métricas durante o atual ano fiscal, que termina em março de 2009.

A Nippon Steel, segunda maior siderúrgica do mundo depois da Arcelor Mittal, foi obrigada a reduzir sua produção diante da crescente queda da demanda global por causa da crise econômica e do aumento dos preços das matérias-primas.

Em outubro, a companhia japonesa afirmou que reduziria sua produção em cerca de um milhão de toneladas para ajustá-la à piora das condições do mercado.

Agora, além do corte recém anunciado, Muneoka não descarta o anúncio de novos ajustes de redução no futuro.

"Caso as condições do mercado piorem pode ser que tenhamos que reduzir ainda mais", disse Muneoka, citado pelo jornal japonês.

A produção de aço da Nippon Steel durante o ano fiscal de 2008 foi de 36,2 milhões de toneladas.

No mês passado a siderúrgica japonesa anunciou que entre julho e setembro registrou um lucro líquido de 78,920 bilhões de ienes (US$ 817 milhões), 12% a menos que no mesmo período do ano anterior.

Então, além de aumentar suas previsões de lucro líquido, a Nippon Steel previu que suas vendas aumentariam 5,4 trilhões de ienes (US$ 55,950 bilhões), quase 12% a mais que no ano anterior. EFE icr/ev/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.