La Paz, 17 set (EFE).- A empresa anglo-holandesa Shell assinou hoje um acordo para transferir ao Estado boliviano suas ações na companhia transportadora de hidrocarbonetos Transredes, que foram nacionalizadas pelo presidente Evo Morales.

O Governo da Bolívia não precisou o valor da operação e o ministro de Hidrocarbonetos do país, Saúl Ávalos, se limitou a explicar que primeiro se abonará 50% do total e o resto dentro de três meses.

Com este convênio, o Estado boliviano assume o controle formal de 75% da Transredes, já que ainda falta uma negociação com a britânica Ashmore, que controla outros 25% da transportadora e recorreu a uma arbitragem internacional após a nacionalização.

A Ashmore não aceita a medida e entrou com processo no valor de US$ 500 milhões perante a Câmara de Comércio de Estocolmo.

O presidente Morales destacou que os acordos com as petrolíferas mostram a vontade de diálogo de seu Governo. EFE ja/rb/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.