Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Setor público fecha novembro com déficit nominal de R$ 8,9 bilhões

BRASÍLIA - As contas públicas consolidadas apresentaram déficit nominal de R$ 8,917 bilhões em novembro. Esse é o resultado do desempenho das contas da União, estados, municípios e estatais, levando-se em consideração o movimento de caixa e o pagamento de juros.

Valor Online |

Esse saldo negativo de novembro decorre do fato de que a conta de juros apropriados, de R$ 10,861 bilhões, foi maior do que o superávit primário (movimento de caixa) do mês, de R$ 1,944 bilhão. Em outubro, o resultado de caixa foi maior do que a conta de juros e, por isso, houve superávit nominal, de R$ 5,222 bilhões. Os dados são do Banco Central (BC).

De janeiro a novembro, o setor público também apresenta déficit nominal, ou seja, o pagamento de juros continua maior do que o resultado positivo do caixa. Essa diferença situou-se em R$ 10,752 bilhão, equivalente a 0,4% do Produto Interno Bruto estimado para o período. O déficit acumulado, porém, é o melhor para o período desde o início da série, em 1991. Nos 11 primeiros meses de 2007, houve déficit nominal de R$ 33,9 bilhões, o equivalente a 1,43% do PIB.

Nos 12 meses encerrados em novembro, o déficit nominal correspondeu a R$ 34,771 bilhões, ou 1,21% do PIB, abaixo do resultado deficitário dos 12 meses até outubro, de R$ 31,093 bilhões (1,09% do PIB).

Relatório divulgado pelo BC mostrou que o déficit nominal de novembro decorreu de aumento na dívida bancária líquida no montante de R$ 19,3 bilhões e também de alta de R$ 682 milhões nas demais fontes de financiamento interno. Em contrapartida, houve uma redução de R$ 10,7 bilhões na dívida mobiliária interna e de R$ 390 milhões no financiamento externo.

(Azelma Rodrigues | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG