Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Setor privado fecha 250 mil vagas em novembro nos EUA

A pesquisa nacional de emprego da ADP/Macroeconomic Advisers mostrou corte de 250 mil vagas de trabalho no setor privado norte-americano em novembro, superando a previsão média de analistas, de perda de 205 mil vagas. O relatório é baseado em folhas de pagamento (payroll) nos Estados Unidos e avalia a mudança no total de folhas do setor privado de um mês em relação a outro.

Agência Estado |

O relatório tem sido observado como indicador de direção para o relatório do Departamento do Trabalho dos EUA sobre as condições do emprego no setor privado e público. O relatório oficial de novembro será divulgado na sexta-feira.

Demissões anunciadas

As demissões anunciadas nas empresas dos EUA aumentaram em novembro para o maior nível mensal desde janeiro de 2002, de acordo com relatório da consultoria de recolocação Challenger, Gray & Christmas. Os cortes nas empresas atingiram 181.671 empregos em novembro, mais que o dobro das 73.140 demissões um ano antes.

Os empregadores dos EUA anunciaram até o momento 1.057.645 demissões em 2008, pouco abaixo das 1.072.054 demissões anunciadas em 2005, a última vez em que o total anual de cortes superou 1 milhão. Em novembro, o setor de serviços financeiros anunciou 91.356 cortes - o segundo maior total já registrado por uma indústria em um mês, atrás apenas das 96.333 demissões no setor de transportes em setembro de 2001. Em particular, o Citigroup anunciou planos de demitir mais de 50 mil funcionários.

Segundo a Challenger, as varejistas anunciaram 11 mil demissões, enquanto as empresas de informática e eletrônicos juntas cortaram mais de 15 mil empregos. As empresas de transporte anunciaram quase 11 mil demissões. As informações são da Dow Jones.

Leia também

 

Para saber mais

 

Serviço 

 

Opinião

Leia tudo sobre: emprego

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG