Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Setor hoteleiro não registra impactos da crise financeira

RIO DE JANEIRO - Até agora, o setor hoteleiro brasileiro em geral não sofreu os reflexos da crise externa. ¿Não tivemos nem cancelamentos. O turismo em geral no Brasil está bem até depois do carnaval, que é a nossa alta estação¿, disse, no Rio de Janeiro, o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), Álvaro Bezerra de Mello.

Agência Brasil |

Segundo ele, a redução dos turistas internacionais este ano, provocada pela valorização do real, fez com que a rede hoteleira buscasse oportunidades na crise. Como o dólar elevado impede viagens de brasileiros ao exterior,  o setor está promovendo o turismo interno. E tem obtido resultado satisfatório. Estamos tendo esse fluxo nacional que está nos ajudando muito agora.

Neste final do ano, a taxa de  ocupação tem se mostrado excepcional, disse  Bezerra de Mello. Nos hotéis do Rio de Janeiro, a ocupação está acima de 90%. Há  muito tempo que não tínhamos uma ocupação tão boa.

O setor está trabalhando no momento com uma parcela de 85% de turistas nacionais e 15% estrangeiros. Ele enfatizou que levará algum tempo até o turista internacional saber que o Brasil ficou mais barato, devido à desvalorização da moeda. O esforço para comunicar esse fato deve ser conjunto, envolvendo governo, empresários, operadoras de turismo e a Embratur.

O presidente da ABIH acredita que o movimento continuará bem até  o desfile das campeãs do  carnaval, no final de fevereiro de 2009. Os maiores destaques são as cidades litorâneas Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Ilha Bela, Angra dos Reis. Salientou que  a meta  agora é começar a trabalhar para preparar o período pós-carnaval e também  a Copa do Mundo de 2014, que acontecerá no Brasil.

Álvaro Bezerra acredita que depois da Copa do Mundo, o Brasil vai decolar. Aconteceu isso em Barcelona, em Sidney.  Em 2009, entretanto, a avaliação da ABIH é que  os turistas domésticos vão continuar prevalecendo  nos hotéis brasileiros.

Leia tudo sobre: crise financeira

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG