Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Setor eletroeletrônico demite 3 mil nos 2 últimos meses de 2008

SÃO PAULO (Reuters) - A indústria de equipamentos para os setores elétrico e eletrônico já eliminou algo como 3 mil postos de trabalho no final de 2008 e continua a demitir em janeiro. A informação é da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), que nesta quarta-feira divulgou que enquanto a entidade previu em dezembro que o setor fechasse 2008 com até 165,5 mil empregados, os números consolidados mostraram que, na verdade, eles foram pouco mais de 162 mil.

Reuters |

Houve uma redução de 0,8 por cento dos postos de trabalho em novembro sobre outubro e de 1,04 por cento em dezembro sobre o mês anterior, conforme apurou a Abinee.

Em dezembro de 2007, a indústria empregava 156 mil pessoas, depois de ter gerado 14 mil empregos ao longo daquele ano. A expectativa da Abinee era de que novos 9,4 mil empregos diretos fossem gerados em 2008, mas o número não se confirmou.

Segundo o departamento de estatísticas da entidade, novas reduções são esperadas para janeiro e fevereiro e a estabilidade do índice de empregados só deve acontecer em março.

A partir do terceiro mês, a associação ainda não tem previsões porque acredita que o nível de empregos vai depender de como reagirá cada segmento da indústria.

Os cortes realizados até o momento, segundo a Abinee, atingiram todos os segmentos de forma generalizada.

Com setores como automação industrial, informática, telecomunicações, geração, transmissão e distribuição de energia, a indústria coberta pela Abinee faturou 123,71 bilhões de reais em 2008, cifra 11 por cento superior à do ano anterior.

(Reportagem de Taís Fuoco, Edição de Vanessa Stelzer)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG