Bruxelas, 13 abr (EFE).- O setor das Tecnologias da Informação e da Comunicação cortou mais de 60 mil postos de trabalho em toda a União Europeia entre setembro de 2008 e março de 2010, segundo um relatório apresentado hoje pela Comissão Europeia (CE).

Bruxelas, 13 abr (EFE).- O setor das Tecnologias da Informação e da Comunicação cortou mais de 60 mil postos de trabalho em toda a União Europeia entre setembro de 2008 e março de 2010, segundo um relatório apresentado hoje pela Comissão Europeia (CE). Durante o período, o número de demissões anunciada pelo setor (81.731) foi quatro vezes superior ao de novos empregos criados (20.348), o que transforma o setor o mais atingido pela crise econômica, destaca a CE em seu relatório mensal sobre Emprego de abril. Em 2006, a atividade empregava 2 milhões de pessoas na UE, 6% do emprego total em manufatura industrial e 0,94% de todos os postos de trabalho dos 27. No terceiro trimestre de 2009, o emprego tinha caído para 1,57 milhão de pessoas por causa da crise econômica, 10% a menos comparado com o mesmo período do ano anterior, assinala o documento. Os países onde mais caiu o emprego deste setor foram Portugal (30%), Reino Unido (28%), Bulgária (24%) e França (20%), enquanto que a Alemanha, o maior empregador da UE no âmbito das TIC, registrou um aumento do emprego de 2%. EFE ahg/dm
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.