SÃO PAULO - A atividade de serviços da zona do euro manteve-se em crescimento. O indicador que mede o desempenho do setor foi de 51,8 em fevereiro para 54,1 em março, no nível mais alto desde novembro de 2007.

SÃO PAULO - A atividade de serviços da zona do euro manteve-se em crescimento. O indicador que mede o desempenho do setor foi de 51,8 em fevereiro para 54,1 em março, no nível mais alto desde novembro de 2007. Os números fazem parte da pesquisa da empresa Markit Economics. O resultado ficou melhor do que aquele apresentado na leitura preliminar para este mês, de 53,7. Além disso, foi o sétimo mês consecutivo que o indicador acabou acima da marca de 50, que significa expansão. Na Itália, o crescimento da atividade foi o mais expressivo desde outubro de 2007 e o mais significativo dentre os países avaliados no levantamento. A taxa de expansão atingiu a marca mais alta em 23 meses na Alemanha, mas ficou no menor nível desde setembro de 2009 na França. A Espanha, conforme o estudo, registrou um aumento modesto na atividade de negócios pela primeira vez em 27 meses. A Irlanda foi o único país com contração na atividade. (Juliana Cardoso | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.