SÃO PAULO - As perdas do setor bancário, especialmente o balanço antecipado do Deutsche Bank divulgado hoje, justificaram a forte baixa nas bolsas européias nesta jornada, a sexta consecutiva de perdas na região. O FTSE-100, de Londres, tombou 4,97%, para 4.180 pontos.

Em Frankfurt, o DAX cedeu 4,63% e fechou aos 4.422 pontos. O CAC 40, de Paris, encerrou em 3.052 pontos, em baixa de 4.56%.

No mercado londrino, as ações do HSBC lideraram a desvalorização, com baixa de 8,01%, após analistas do Morgan Stanley divulgarem nota informando que talvez o banco, um dos maiores da Inglaterra, tenha que elevar seu capital em total de US$ 20 bilhões a US$ 30 bilhões. O banco não comentou a análise
Ainda na bolsa de Londres, as ações do Barclays declinaram 23,80% em meio a comentários de que o banco pode vir a eliminar cerca de 4 mil empregos de sua folha de pagamento.

No caso do Deutsche Bank, os papéis caíram 9% devido ao desempenho do quarto trimestre de 2008, quando o banco registrou prejuízo de 4,8 bilhões de euros.

As baixas cotações dos preços do petróleo no mercado futuro também têm afetado as petroleiras da região, com expectativa de resultados ruins para essas companhias. As ações da Shell caíram 5,11% em Londres e as da BP recuaram 5,19%.

Adicionalmente os investidores também continuam tendo notícias ruins sobre a economia americana, que viu as vendas no varejo declinarem 2,7% no mês de dezembro. Na Europa, a produção industrial caiu 1,6% no mês de novembro, com recuo de 7,7% em termos anualizados.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.