BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve hoje no velório do deputado federal Adão Pretto (PT-RS), em Porto Alegre, acompanhado por sete ministros - o do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Casse, da Casa Civil, Dilma Rousseff, da Justiça, Tarso Genro, das Cidades, Márcio Fortes, do Planejamento, Paulo Bernardo, de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro e da Pesca, Altemir Gregolin. Adão Pretto morreu ontem, em Porto Alegre, aos 63 anos, devido a complicações de uma pancreatite. Ele havia passado por uma cirurgia para retirada do pâncreas.

A principal bandeira política de Pretto foi a reforma agrária. Ele foi um dos fundadores do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), no Rio Grande do Sul. Em 1985 entrou para o PT e se elegeu deputado estadual no Rio Grande do Sul. Atualmente exercia o quinto mandato de deputado federal.

Ontem, por meio de nota, o presidente Lula manifestou pesar pela morte do deputado e afirmou que o "amigo Adão Pretto" foi um dos mais ativos militantes de causas populares.

(Agência Brasil)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.