O governador de São Paulo, José Serra, reúne-se ainda hoje com o prefeito de São José dos Campos, Eduardo Cury, para avaliar os impactos das demissões de 4,2 mil funcionários da Embraer. O encontro, convocado em caráter de emergência, segundo o governador, será em São Paulo.

Serra lamentou hoje, durante visita a Monte Mor (a 120 quilômetros de São Paulo), as demissões anunciadas ontem pela empresa. A Embraer determinou o corte de cerca de 20% de seu efetivo. Durante entrevista coletiva, Serra informou que o governo paulista estuda abertura de vagas em cursos de qualificação e bolsas de estudo para treinamento profissional de funcionários demitidos da empresa.

"É lamentável a demissão que vem da queda das vendas das encomendas dos principais aviões da Embraer, entre os quais aviões executivos, que a empresa vendia muito para o exterior", afirmou Serra. "Estamos em contato com a prefeitura e as secretarias de Estado de Desenvolvimento Social, Econômico e Trabalho no sentido de poder abrir oportunidades para os demitidos fazerem cursos de qualificação e terem bolsas, para o seu maior treinamento profissional. É o que está ao alcance do Estado", disse o governador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.