Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Serra defende medidas mais duras contra importação de sapato chinês

SÃO PAULO - Em discurso a empresários do setor calçadista, o governador de São Paulo, José Serra, defendeu hoje a adoção rápida de medidas duras contra a importação ilegal de sapatos chineses. Segundo ele, muitos fabricantes do país asiático se utilizam de práticas desleais de comércio, o que vem prejudicando o produto brasileiro.

Valor Online |

Na avaliação de Serra, o governo federal deve apressar a fixação de preços mínimos para importação de calçados. Em alguns casos, os chineses desembarcam por aqui produtos com preço inferior a US$ 1, prejudicando a competitividade do produto nacional no mercado interno.

Segundo o governador, isso acontece devido a falhas na atuação da alfândega brasileira, que foi mal estruturada durante o processo de abertura econômica implementado no governo do ex-presidente Fernando Collor de Mello.

Com a mesma opinião, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que "um sapato a US$ 1 não existe". Ele concorda que o governo deve atuar para dar maior competitividade ao calçado nacional, porém com cuidado para não estabelecer a "guerra do protecionismo".

Lula e Serra participaram da abertura da 36ª edição da Couromoda - Feira Internacional de Calçados, Artigos Esportivos e Artefatos de Couro.

(Murillo Camarotto | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG