Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Serra defende corte de juros para compensar demanda menor

SÃO PAULO - O governador do Estado de São Paulo, José Serra, disse hoje que o corte da taxa básica de juros seria a melhor opção para enfrentar o processo de retração da demanda interna previsto para 2009. Após anunciar o lançamento de uma linha de crédito no valor de R$ 4 bilhões para fomentar o financiamento de veículos, o governador reconheceu que parar de subir a Selic já foi lucro, porém disse que, na sua avaliação, o corte seria mais adequado.

Valor Online |

"É preciso combinar a contração da demanda com crédito. Seria um equívoco imenso aumentar a taxa de juros, porque se você precisa ter mais liquidez na economia e aumenta juros, você enxuga a liquidez. Não dá pra separar uma coisa da outra. Na minha opinião poderiam ser reduzidos (os juros)", disse o governador.

Serra também pediu maior rapidez do governo federal para fazer com que o dinheiro liberado do depósito compulsório chegue mais rapidamente ao mercado, permitindo que as empresas possam continuar tocando suas operações em meio à restrição de crédito.

"Acho que deveria ter mais agilidade, sim. Mais agilidade para fazer chegar e utilizar os bancos públicos também."
Apesar das cobranças, o governador paulista elogiou a postura do governo federal diante da turbulência externa, especialmente no tocante à expansão do crédito via bancos públicos. "O Ministério da Fazenda tem trabalhado no caminho correto de enfrentamento da crise", afirmou.

(Murillo Camarotto | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG