A Sermatec, a segunda maior indústria de base do setor sucroalcooleiro, concordou em pagar R$ 800 de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) aos cerca de 2 mil funcionários em Sertãozinho (SP), que encerraram hoje a paralisação iniciada na última quarta-feira (dia 11). Pelo acordo, R$ 500 serão pagos em 15 abril e R$ 300 em outubro.

A empresa se comprometeu ainda a dar três meses de estabilidade aos empregados.

Segundo o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Sertãozinho, Ribeirão Preto e Região, Elio Candido, a greve ocorreu porque a empresa não cumpriu o acordo trabalhista de pagar um salário nominal de PLR. "Eles propuseram não pagar nada, depois da paralisação disseram que iriam pagar só R$ 500 e negociamos para que fosse R$ 800, o que foi aceito na assembleia", disse. De acordo com o sindicalista, o pagamento e a garantia do emprego sinalizam uma melhora na indústria de base. No fim de janeiro, a Sermatec chegou a demitir 68 funcionários.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.