A inadimplência das empresas brasileiras recuou 10,7% em fevereiro na comparação com o mês anterior, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Inadimplência das Empresas, divulgado hoje. Foi a maior queda verificada desde agosto.

Na comparação com fevereiro de 2009, a queda foi de 8,1%. A inadimplência das pessoas jurídicas caiu 11,6% na comparação entre o primeiro bimestre de 2010 e igual período em 2009. A forte queda verificada na comparação com 2009 deve-se à base elevada de comparação. No primeiro trimestre de 2009, momento mais crítico da crise, a inadimplência disparou por causa do crédito restrito, da baixa atividade econômica e da inadimplência crescente do consumidor.

Para ilustrar, a inadimplência das empresas no 1º bimestre 2009, em relação a igual período de 2008, cresceu 25%. A Serasa espera que a inadimplência das empresas continue em queda neste primeiro semestre. A atenção, agora, está voltada para a evolução do crédito às empresas, de forma a recompor a estrutura de capital e, sobretudo, o financiamento do giro para as médias, pequenas e micro empresas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.