O número de consumidores que buscaram crédito aumentou 18,3% de fevereiro a março, mostra o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito, divulgado hoje. O patamar é recorde, desde janeiro de 2007, quando o indicador passou a ser calculado.

O número de consumidores que buscaram crédito aumentou 18,3% de fevereiro a março, mostra o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito, divulgado hoje. O patamar é recorde, desde janeiro de 2007, quando o indicador passou a ser calculado. O resultado de março superou a melhor marca registrada até então, de maio de 2008.<p><p>De acordo com economistas da Serasa, os consumidores aproveitaram o último mês de desconto no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre itens como automóveis para ir às compras e parcelar. O fato de março ter mais dias úteis do que fevereiro também contribuiu para o índice recorde. Segundo os economistas, o resultado é reflexo de uma conjuntura econômica favorável.<p><p>Na comparação anual, entre março de 2009 e o mês passado, a demanda do consumidor por crédito subiu 32,5%, outro recorde. Em março de 2009, em meio à crise econômica mundial, o indicador havia tido o pior desempenho para o mês. No acumulado do primeiro trimestre de 2010, a demanda aumentou 21,6%.<p><p>O indicador registrou elevação nas seis faixas de renda analisadas pela Serasa. As maiores altas na demanda por crédito de fevereiro a março foram entre os consumidores com renda mensal abaixo de R$ 500 (32,9%), os com renda entre R$ 5 mil e R$ 10 mil (32,8%) e os com renda de mais de R$ 10 mil (32,2%). A região brasileira onde mais cresceu a procura por crédito foi o Nordeste (21%), seguido pelo Sul (20,8%), Norte (19,2%), Sudeste (18,5%) e Centro-Oeste (7,6%).
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.