Tamanho do texto

A percepção em relação à economia na zona do euro melhorou, levando o Indicador de Sentimento Econômico da Comissão Europeia para 101,3 em julho, o maior nível desde março de 2008, embora os dados tenham sido reclassificados em maio deste ano, causando uma potencial interrupção da série

selo

A percepção em relação à economia na zona do euro melhorou, levando o Indicador de Sentimento Econômico da Comissão Europeia para 101,3 em julho, o maior nível desde março de 2008, embora os dados tenham sido reclassificados em maio deste ano, causando uma potencial interrupção da série. Em junho, o índice estava em 99, número revisado de 98,7 da leitura anterior. Economistas esperavam que o índice subisse para 99 em julho.

A comissão informou que o sentimento na indústria da zona do euro (que reúne os 16 países que adotam o euro como moeda) foi responsável pela alta do índice geral, com o aumento para -4 em julho, ante -6 em junho. Este é o maior nível para o setor desde maio de 2008 e ficou acima da previsão de -5. "A maior parte dos que responderam à pesquisa no setor reportaram melhora substancial em seus registros de encomendas", disse a comissão. "Entretanto, os administradores mostraram cautela em relação às expectativas de produção".

O crescente otimismo em relação à situação econômica na zona do euro como um todo e um alívio muito significante dos temores quanto ao desemprego na Alemanha também contribuíram para a elevação do Indicador de Sentimento Econômico. A Comissão Europeia informou que o indicador de clima para os negócios na zona do euro subiu para 0,66 em julho, de 0,40 em junho. Este é o nível mais elevado desde março de 2008, embora o dado tenha sido reclassificado em maio deste ano. Economistas esperavam que o indicador de clima para os negócios atingisse 0,38 em julho.

O indicador de confiança do consumidor recuperou-se para -14 em julho, de -17 em junho, o resultado mais elevado desde abril de 2008. Já o índice de sentimento no setor de serviços firmou-se em 6 em julho, ante 4 em junho, o nível mais alto desde junho de 2008. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.