Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Senadores dos EUA podem votar plano na terça-feira

Senadores democratas disseram que a votação para aprovação do plano de estímulo econômico do presidente Barack Obama poderá acontecer na terça-feira. Estamos satisfeitos de que o processo está caminhando e que estamos próximos de chegar a um plano que criará milhões de empregos e levará as pessoas de volta ao trabalho, disse nesta sexta-feira o porta-voz da Casa Branca Robert Gibbs.

Redação com Agência Estado |

 

Com os Estados Unidos no topo da pior crise econômica em mais de 70 anos, Obama pediu que o plano seja colocado na mesa até 16 de fevereiro. Depois de cinco dias de negociações, os democratas concordaram em cortar dezenas de bilhões de dólares do seu pacote inicial de US$ 937 bilhões de dólares, para US$ 780 bilhões, para amenizar as críticas, a maior parte de republicanos.

O plano contempla o investimento em infraestruturas, cortes de impostos, medidas energéticas, assim como ajudas para a educação, a saúde e os proprietários de imóveis, entre outras. O objetivo, segundo Obama, é reanimar a economia norte-americana, que vive o pior periodo desde a Grande Depressão dos anos 30.

Na noite de quarta-feira, o Senado decidiu pela flexibilização da controversa cláusula "Buy American" (compre produtos americanos) - considerada protecionista -, atrasando sua adoção pela oposição republicana e aumentando a ansiedade do resto do mundo.

Os senadores votaram com as mãos levantadas a mudança do texto. A nova versão determina que o plano de retomada deve respeitar as leis e tratados comerciais já existentes, ou seja, as regras da OMC (Organização Mundial do Comércio).

O projeto continha uma cláusula protecionista que interditava a compra de aço, ferro ou produtos manufaturados estrangeiros para projetos financiados pelo plano de retomada de quase US$ 900 bilhões.

Leia também:

 

Leia mais sobre: crise financeira


Leia tudo sobre: crise financeiracrise globalcrise nos euaobamapacote

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG