O Senado americano poderá discutir nesta quarta-feira o plano de resgate financeiro, sem esperar que a Câmara de Representantes aprove um projeto revisto, após ter rejeitado o texto inicial, informou nesta terça o senador democrata John Kerry.

"É possível que o Senado americano proceda a isso amanhã (quarta) à noite (...). É uma das opções", disse o senador por Massachusetts, um dia depois que a Câmara de Representantes rejeitou o plano de 700 bilhões de dólares para resgatar os bancos.

O procedimento padrão é que o Senado espere a aprovação de um projeto na Câmara para, depois, trabalhar com ele.

Começar a debater o plano no Senado antes de Câmara Baixa voltar a se reunir, na quinta, poderá impulsionar, porém, os esforços para reformular o texto e conseguir fazer com que seja aprovado, antes que a crise do crédito se aprofunde ainda mais.

"Trabalharemos em conjunto com a Câmara de Representantes", acrescentou Kerry.

Os negociadores do Senado manterão um estreito contato com os legisladores na Câmara para determinar que mudanças podem ajudar na aprovação com plano, completou esse ex-candidato à Casa Branca.

col/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.