Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Senado dos EUA retoma o debate sobre o plano de reativação econômica

WASHINGTON - O Senado dos Estados Unidos retoma nesta sexta-feira seu debate sobre o plano de reativação econômica de US$ 900 bilhões proposto pelo presidente Barack Obama. O chefe de Estado advertiu aos senadores que o tempo de falar acabou e que era hora de deixar para trás as mesquinharias.

Redação com AP |

"Estou otimista que possamos fazer algo", afirmou o líder da maioria democrata Harry Reid ao encerrar a sessão de quinta-feira, um dia agitado no Congresso, que não conseguiu avançar em suas discussões, apesar da pressão exercida pelo presidente Obama.


Na noite de quarta-feira, o Senado decidiu pela flexibilização da controversa cláusula "Buy American" (compre produtos americanos) - considerada protecionista -, atrasando sua adoção pela oposição republicana e aumentando a ansiedade do resto do mundo.

Os senadores votaram com as mãos levantadas a mudança do texto e determinou que o plano de retomada deve respeitar as leis e tratados comerciais já existentes, ou seja, as regras da OMC (Organização Mundial do Comércio).

O projeto continha uma cláusula protecionista que interditava a compra de aço, ferro ou produtos manufaturados estrangeiros para projetos financiados pelo plano de retomada de quase US$ 900 bilhões.

A inclusão desta cláusula no plano de retomada desencadeou vivas reações da União Europeia e do Canadá. O presidente Obama considerou-a um "erro", vendo nela inclusive uma fonte potencial de guerra comercial.

A nova formulação determina que a cláusula "Buy American" será aplicada de acordo com as obrigações dos EUA em virtude dos acordos internacionais.

 

Leia mais sobre: plano de reativação econômica

Leia tudo sobre: obama

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG