Tamanho do texto

A vigília que o senador Pedro Simon (PMDB-RS) fez no plenário do Senado na última sexta-feira deu resultado. O plenário da Casa aprovou hoje a autorização para que o Rio Grande do Sul tome um empréstimo de US$ 1,1 bilhão do Banco Mundial (Bird) para seu programa de sustentabilidade fiscal.

O dinheiro será utilizado para pagar o serviço da dívida gaúcha com o Tesouro Nacional.
Foram autorizados outros quatro pedidos de empréstimo: governo de Minas Gerais (US$ 976 milhões); prefeitura de Teresina (US$ 31,1 milhões), prefeitura de Ipatinga (MG) (US$ 19,2 milhões) e prefeitura de Toledo (PR) (US$ 7,3 milhões).