Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Senado americano aprova plano de resgate à economia

O Senado dos Estados Unidos aprovou nesta terça-feira o pacote de socorro à economia norte-americana. Apenas três senadores republicanos colaboraram com a aprovação do pacote, que passou por 61 votos a 37, apenas um a mais do que era necessário.

Redação com agências |

 

O presidente Barack Obama, que apoia o plano, qualificou a aprovação de "boa notícia", mas ressaltou que ainda há muito trabalho pela frente.

Os senadores já sinalizaram que estão dispostos a manter os US$ 108 bilhões em cortes de despesas feitos na semana passada em acordos no Senado. Obama quer restaurar os cortes para gerar empregos na construção de escolas.

Antes de ser enviado à Casa Branca para ser sancionado, o texto agora terá que ser harmonizado com o aprovado pela Câmara de Representantes no mês passado. Os membros das duas Casas vão se reunir para conciliar as consideráveis diferenças entre as duas versões do pacote de estímulo, com a meta de ambos os lados finalizarem a legislação dentro de uma semana para que ela possa seguir para o presidente Barack Obama.

O plano do Senado, de US$ 838 bilhões, e o plano da Câmara, de US$ 819 bilhões, têm quase o mesmo tamanho e contêm combinações similares de cortes de tributos para empresas e indivíduos, incluindo propostas para ajudar empresas a obter novas restituições de imposto por meio da compensação com prejuízos em anos anteriores.

Os planos também incluem aumento nos gastos do governo, levantamento de fundos para benefícios de desemprego, assistência alimentar para os pobres e investimentos para criação de empregos em construção de pontes e rodovias, entre outras coisas.

Pouco antes da votação, Obama havia feito um apelo pela aprovação do pacote.

(Com informações da AP, EFE, Agência Estado e AFP)

Leia mais sobre crise financeira

Leia tudo sobre: obama

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG