Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Senado americano adia votação de plano de resgate para setor automotivo

Washington, 19 nov (EFE).- O líder da maioria democrata no Senado americano, Harry Reid, decidiu hoje adiar, sem data definida, a votação prevista para amanhã de um plano de resgate de US$ 25 bilhões para a indústria automotiva.

EFE |

Os democratas não têm os votos suficientes para garantir a aprovação do plano e, em função disto, Reid disse que prefere estudar outras opções para ajudar General Motors (GM), Ford e Chrysler, conhecidas "Três grandes de Detroit".

Em princípio, Reid tinha previsto realizar uma espécie de "voto de teste" para sondar o apoio dos senadores à aprovação do plano para a indústria automotiva.

"Se não podemos ajudar através de uma legislação, espero que o secretário do Tesouro, Henry Paulson, escute muito bem e entenda que eles são os que podem pegar isto em suas mãos e fazer o apropriado", comentou Reid.

No entanto, a Casa Branca e seus aliados republicanos no Congresso rejeitam a idéia democrata de que a ajuda saia do plano de resgate financeiro de US$ 700 bilhões aprovado no mês passado.

A porta-voz da Casa Branca, Dana Perino, disse que se o Congresso encerrar sua sessão legislativa pós-eleitoral "sem resolver este assunto tão importante, terá de assumir a responsabilidade pelo que acontecer nos próximos dois meses durante suas férias". EFE mp/mh

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG