Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Senado americano aceita Geithner como secretário do Tesouro

Washington, 22 jan (EFE).- O Comitê de Finanças do Senado americano deu hoje sinal verde para que Timothy Geithner se transforme no próximo secretário do Tesouro dos Estados Unidos, apesar das irregularidades que cometeu em sua declaração de impostos de renda durante quatro anos.

EFE |

Geithner, que atualmente preside o banco do Federal Reserve (Fed, a entidade monetária americana) em Nova York, recebeu o sinal verde do Comitê com 18 votos a favor e 5 contra.

Para assumir o cargo, Geithner ainda necessita da ratificação do plenário da Câmara Alta.

Sua confirmação no posto se atrasou por causa da descoberta de que ele não pagou cerca de US$ 34 mil em impostos entre 2001 e 2004, quando trabalhou para o Fundo Monetário Internacional (FMI).

O fisco fez uma auditoria de suas declarações de renda de dois anos e Geithner pagou o que devia nesse período, mas não saldou sua dívida dos outros dois anos até que a equipe do presidente Barack Obama descobriu as irregularidades.

Os membros republicanos do Comitê de Finanças o criticaram muito durante uma audiência ontem, mas não tinham força suficiente para vetar a nomeação.

Geithner disse ontem que esses erros eram "evitáveis, mas não propositais".

Nesse comparecimento, antecipou que o Governo de Obama acredita que a grave situação econômica do país requer uma resposta pública "robusta", que passa por um volumoso estímulo fiscal.

Também prometeu reformar o programa de resgate financeiro herdado da Administração de George W. Bush.

Além disso, anunciou que Obama apresentará "nas próximas semanas" um amplo plano para estabilizar os bancos, o setor imobiliário e o mercado de crédito. EFE cma/mh

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG