Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Sem-terra impedem cultivo de soja no Paraguai

Assunção - Um grupo de campesinos sem-terra impediu hoje que pequenos agricultores começassem a semear soja em uma área de 10 mil hectares, no departamento (Estado) de Alto Paraná, 400 quilômetros a leste da capital paraguaia, Assunção. A denúncia foi feita pela União de Produtores Rurais.

Agência Estado |

O presidente da entidade, Héctor Cristaldo, disse a jornalistas que "em três distritos ao sul de Alto Paraná, temos 1.700 produtores que não podem tirar seus tratores para começar a semear a soja e outros grãos, porque os campesinos se opõem em atitude belicosa". "As autoridades judiciais não atuam para impor a ordem porque, supostamente, não possuem o respaldo policial", afirmou Cristaldo.

O ministro do Interior, Rafael Filizzola, explicou que "não queremos enfrentamentos" e que o governo busca uma solução "através do diálogo". Filizzola reconheceu que os policiais são "insuficientes para atuar em todo o país". Cristaldo criticou o governo. "Fernando Lugo é presidente de todos os paraguaios e não somente dos campesinos", atacou. "Há um evidente favorecimento aos invasores de terras privadas. Não temos nenhuma segurança para prosseguir com a produção de soja."

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG