O presidente da AOL, Tim Armstrong, afirmou que a empresa, que se tornou oficialmente independente da Time Warner na quarta-feira, tem um futuro brilhante. As ações da AOL estrearam ontem na Bolsa de Nova York cotadas a US$ 23,39, e fecharam a US$ 23,52.

A separação, anunciada em maio, marca um novo começo para as duas companhias, que tentam acabar com o estigma da infeliz fusão realizada em 2000. A associação é tida como um dos piores acordos da história, símbolo dos excessos que predominaram nos mercados de ações americanos durante o boom da internet.

Além da AOL, a Time Warner separou sua subsidiária do segmento de televisão a cabo, a Time Warner Cable, recentemente. Os movimentos ocorrem em meio a uma crise de publicidade deflagrada pela expansão da comunicação digital. "A separação elimina uma fonte contínua de frustração para os investidores e abre espaço para o alvo final da reestruturação, a Time Inc.", disse Jeffrey Logsdon, analista da BMO Capital Markets. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.