Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Selic pode subir mais 0,75 ponto

Apesar da queda dos últimos indicadores de inflação, a maioria dos analistas do mercado financeiro continua apostando que o Comitê de Política Monetária (Copom) vai promover novo aumento de 0,75 ponto porcentual na taxa básica de juros (Selic) na reunião que começa hoje e termina amanhã. Se isso se confirmar, a taxa chegará a 13,75% ao ano.

Agência Estado |

Segundo pesquisa semanal sobre as expectativas de mercado, divulgada ontem pelo Banco Central (BC) , os analistas acreditam que o Copom fará duas novas altas de 0,5 ponto cada nas duas últimas reuniões do ano, em outubro e dezembro. Com isso, a Selic iria para 14,75%.

Em contrapartida, o mercado passou a acreditar que o desaperto monetário previsto para 2009 poderá ser um pouco maior. Na pesquisa, a estimativa para a Selic no fim do próximo ano caiu de 14% para 13,75%. A previsão permaneceu em 14% por cinco semanas seguidas.

Como a projeção para o fim de 2009 é que a Selic caia para 13,75%, significa que o mercado financeiro passou a contar com redução de um ponto porcentual no decorrer de 2009. Até a semana passada, prevalecia a aposta na redução de 0,75 ponto no próximo ano.

De qualquer modo, a mudança na expectativa não mudou essencialmente a previsão para o comportamento da inflação, pelo menos no que se refere à meta perseguida pelo BC. A maior parte dos analistas manteve, pela oitava semana, a projeção de que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) será de 5% em 2009.

O objetivo declarado do BC é reduzir a expectativa do mercado para o centro da meta inflacionária, que é de 4,5% em 2009. O que continuou melhorando foi a previsão de inflação para este ano. Passou de 6,32% para 6,27%, na sexta redução consecutiva. Há quatro semanas, a projeção era de 6,45%.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG